História

 

Postado em: 02/07/2018

 

A Aegea assumiu, na última sexta-feira, 15 de junho, os serviços de abastecimento de água e tratamento de esgoto da capital do Amazonas. Agora, Manaus passa a contar com a expertise da Aegea – maior companhia privada do setor de saneamento do país, que atende mais de 7,6 milhões de pessoas, em 49 municípios de 11 estados brasileiros.

 De acordo com plano de investimento da concessionária, nos próximos 05 anos da Aegea à frente dos serviços, serão investidos R$ 560 milhões na ampliação do abastecimento de água e tratamento de esgoto da capital amazonense. Manaus terá, até 2030, 80% do esgoto coletado e tratado – um importante passo para a preservação do meio ambiente na Amazônia.

A Aegea opera nos estados de Mato Grosso do Sul, Rio de Janeiro, Mato Grosso, São Paulo, Pará, Santa Catarina, Rondônia, Maranhão, Espírito Santo, Piauí e, mais recentemente, Amazonas. Através dos serviços de saneamento, diversos municípios celebram avanços com a operação da Aegea. Um exemplo é Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul, onde ao mesmo tempo que houve a ampliação da rede de esgoto (2003 a 2013), as internações por doenças diarreicas diminuíram 86%. O índice caiu de 157,4 para 22,2 casos a cada 100 mil habitantes.

 Na Região dos Lagos, Rio de Janeiro, a lagoa Araruama, a maior laguna hipersalina do mundo, vem sendo recuperada com a contribuição importante da Prolagos, concessionária da Aegea. Antes da chegada da empresa, não havia coleta ou tratamento de esgoto e apenas 30% da população era atendida com abastecimento de água. Hoje, o índice de tratamento de esgoto é 77,1% e 96,5% da população recebe água potável.

Em Piracicaba e Matão, ambas no interior do estado de São Paulo, o tratamento de esgoto foi universalizado, ou seja, 100% do esgoto gerado nessas cidades recebe tratamento. Todas as empresas da Aegea tratam todo o esgoto que coletam.

Com experiência em saneamento, gestão e eficiência operacional, além de compromisso com a sustentabilidade, a Aegea aplicará seu conhecimento e modelo de atuação em Manaus.

Esgotamento sanitário

 A Manaus Ambiental vem atendendo a meta de universalização estabelecida pelo município, onde só esse ano serão investidos aproximadamente R$ 70 milhões na construção de mais de 40 km de novas redes coletoras e na construção e ampliação de estações de tratamento de esgoto. A maior obra em andamento está sendo realizada na Cidade Nova II – zona Norte da capital, com a duplicação da Estação de Tratamento de Esgoto Timbiras - ETE Timbiras, onde serão coletados e tratados 230 litros de esgoto por segundo, uma das maiores estações de tratamento da região Norte.

 A capital possui infraestrutura de coleta e tratamento de esgoto na ordem de 35% – um percentual que se aproxima da média nacional – sendo que desse total, 20% são operados pela Manaus Ambiental e os demais por iniciativas privadas.  Apesar da disponibilidade dos serviços, apenas 50% das habitações que dispõem dos serviços de coleta e tratamento de esgoto estão devidamente ligados à rede coletora, ou seja, a cada 10 imóveis com serviço disponível, apenas 05 utilizam.

 A concessionária ressalta também a importância da parceria com a Prefeitura de Manaus e Governo do Estado, em que os mesmos trabalham em dois programas, que visam elevar esses indicadores de saneamento com a implantação do Programa de Desenvolvimento Urbano e Inclusão Socioambiental de Manaus – PROURBIS - na zona Leste (Jorge Teixeira III) e do Programa Social e Ambiental dos Igarapés de Manaus - PROSAMIM - na zona Centro Sul da cidade.

 Abastecimento de água tratada

 Na cidade de Timon, no Maranhão, a Aegea ampliou a cobertura de água tratada para 100% da população da área urbana em um ano de atuação. Já em Teresina, no Piauí, em 120 dias, com investimento em equipamentos e tecnologia, a produção de água foi ampliada em 21 milhões de litros, por dia, em toda a cidade.

 Manaus possui aproximadamente 98% de cobertura dos serviços de abastecimento de água tratada. A Aegea atuará com programa de gestão de perdas, investindo em tecnologia no combate ao desperdício de água, bem como na sensibilização da população quanto ao consumo consciente e combate às fraudes ao sistema.

 A Aegea desenvolverá dois importantes programas socioambientais. Um deles é o “Saúde Nota 10”, programa de educação ambiental, desenvolvido em escolas das redes pública e privada, que visa a formação de uma nova cultura de preservação dos recursos hídricos. Já o “Afluentes” será voltado às lideranças comunitárias, que terão um canal de comunicação direto com a empresa, apresentando suas demandas para soluções prioritárias.